Bento XVI: A alegria cristã é a certeza de um Deus próximo

5 01 2008

doidin de deus - alegria, sorriso

Queridos irmãos e irmãs!

«Gaudete in Domino semper – Alegrai-vos sempre no Senhor (Fil. 4, 4). Com estas palavras de São Paulo abre-se a Santa Missa do III domingo do Advento, que por isso se chama «gaudete». O Apóstolo exorta os cristãos a alegrarem-se porque a vinda do Senhor, isto é, seu retorno glorioso, é seguro e não tardará. A Igreja faz próprio este convite, enquanto prepara-se para celebrar o Natal, e seu olhar dirige-se cada vez mais para Belém. Com efeito, aguardamos com esperança certa a segunda vinda de Cristo porque conhecemos a primeira. O mistério de Belém revela-nos o Deus-conosco, o Deus próximo de nós, não simplesmente em sentido espacial e temporal; Ele está próximo de nós porque «desposou», por assim dizer, nossa humanidade; tomou sobre si nossa condição, elegendo ser em tudo como nós, menos no pecado, para fazer que nos convertamos como Ele.

Alguns se perguntam: mas ainda hoje é possível esta alegria? A resposta é dada, com suas vidas, por homens e mulheres de toda idade e condição social, felizes de consagrar sua existência aos demais! Acaso não foi a beata Madre Teresa de Calcutá, em nosso tempo, um testemunho inesquecível da verdadeira alegria evangélica? Vivia diariamente em contato com a miséria, a degradação humana, a morte. Sua alma conheceu a provação da noite escura da fé; no entanto, deu a todos a sorriso de Deus. lemos em um escrito seu: «Esperamos com impaciência o paraíso, onde está Deus, mas temos em nosso poder estar no paraíso já desde aqui e a partir deste momento.

Ser feliz com Deus significa: amar como Ele, ajudar como Ele, dar como Ele, servir como Ele» (La gioia di darsi agli altri, Ed. Paoline, 1987, p. 143). Sim, a alegria entra no coração de quem se coloca a serviço dos pequenos e dos pobres. Em quem ama assim, Deus faz morada, e a alma está na alegria. Se no entanto faz-se da felicidade um ídolo, erra-se de caminho, e é verdadeiramente difícil encontrar a alegria da que fala Jesus. É esta, lamentavelmente, a proposta das culturas que situam a felicidade individual no lugar de Deus, mentalidades que têm seu efeito emblemático na busca do prazer a todo custo, na difusão do consumo de drogas como fuga, como refúgio em paraísos artificiais, que se revelam depois completamente ilusórios.

Queridos irmãos e irmãs: também no Natal pode-se equivocar de caminho, trocar a verdadeira festa pela que não abre o coração à alegria de Cristo. Que a Virgem Maria ajude todos os cristãos, e os homens que buscam a Deus, a chegar a Belém para encontrar o Menino que nasceu por nós, pela salvação e a felicidade de todos os homens.

Traduzido por Zenit

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: