Sexo, só depois do casamento. Será?

17 09 2008

Perguntaram para o véio: “O que o senhor acha do sexo antes do casamento?” Ele respondeu: “Contanto que não atrase a cerimonia!!!”

Pois é, parece engraçado né? Mas a cada dia essa visão sobre o sexo se torna mais comum. Porém se tornar comum é diferente de se tornar normal. Normal, nunca será.

A sexualidade é algo que diz da nossa intimidade maior, não existe nada mais íntimo em nós que a sexualidade. Faz parte de nós, é o nosso sagrado. Partilhamos a vivência dela somente com quem é especial, com quem elegemos, após conhecermos de fato aquela pessoa; e o ato sexual é o termo que assinamos dizendo: “Te confio o meu sagrado, porque te conheço, te escolhi, te confio aquilo que é minha maior intimidade.”

Ninguém que seja coerente, duvida disso.

E por ser algo tão santo, tão lindo, tão forte, tão significativo e tão sublime, não podemos trata-la de outra forma a não ser dando à sexualidade seu devido valor, não seria justo se fosse de outra forma. Até porque temos uma dívida com ela, foi através da sexualidade que viemos ao mundo, geramos outras vidas e damos continuidade à pessoa humana, imagem de Deus.

Assim como não se pode celebrar a Santa Eucaristia se o indivíduo não tiver recebido da Igreja a Ordenação Sacerdotal, assim também o ato sexual não pode ser celebrado fora do Sacramento do Matrimônio, ou seja, fora da benção de Deus.

Se um sujeito colocar uma túnica, uma estola, entrar numa igreja, e sobre o altar colocar as mãos impostas sobre o vinho e o pão e pedir pra que Deus transforme o vinho em sangue e o pão em carne, ele pode ficar 50 anos ali que não vai acontecer nada, por mais santo que o pessoa seja. Agora, Se um outro sujeito, que recebeu da Igreja a Ordenação Sacerdotal, fizer a mesma coisa, por mais pecador que ele seja, o vinho se transformará em Sangue de Cristo e o pão em Corpo de Cristo.

A transubstanciação não depende do grau de santidade do Sacerdote, mas da graça do Sacramento que ela recebeu, o Dom de Deus é irrevogável.

Assim também, quando um casal vai de comum acordo diante da Igreja pedir sua união legítima, ele recebe o Sacramento do Matrimônio e deverá consumá-lo no ato sexual, que será a grande celebração da união dos dois.

Para aqueles que decidiram viver assim: Parabéns !
Para aqueles que ainda não: Tá na hora de rever seus conceitos !

Fonte: Blog do Tiba
Comunidade Canção Nova

ACESSE!!

Anúncios

Ações

Information

One response

5 01 2009
Eduardo

Te confio o meu sagrado, porque te conheço, te escolhi, te confio aquilo que é minha maior intimidade.”
Acredito nisso..
Agora.
Deus criou o sexo masculino e o feminino.
Deus não criou a igreja, nem seus dogmas.

Logo:
Sexo antes, durante e/ou depois, é uma coisa natural e assim divina.

conceito claro e logico.

Ou não?
Ps:adorei a piada.=)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: