Hoje é dia da Papiloscopia

5 02 2009

Impressão digital - objeto de estudo da profissão

Impressão digital - objeto de estudo da profissão


Você sabe o que é PAPILOSCOPIA?
A gente também não sabia até que resolvemos pesquisar pra você!

Desde a antigüidade, o homem preocupa-se com a identificação. Marcavam-se indivíduos considerados malfeitores e prejudiciais à comunidade, com um sinal que, ao mesmo tempo, servisse para punir e identificar.

Há três mil anos os chineses já usavam a impressão digital para identificação de documentos. Em Portugal, os ladrões eram marcados a ferro no rosto pela letra L. Na Rússia, a testa dos criminosos exibia as letras KAT, e os franceses carregavam no rosto uma flor-de-lis.

No Brasil, até Pedro I outorgar a Constituição de 1824, os criminosos eram punidos com dispositivos violentos e cruéis. As penas eram o açoite, torturas, amputações de membros essenciais, marca do ferro em brasa no rosto, castração e enforcamento.

Em 1894, o governo implantou o primeiro método científico de identificação humana, lançado em Paris em 1879: o Sistema Antropométrico, de Alphonse de Bertillon. Um fracasso. Só conseguiram identificar 19 pessoas em cinco anos.

Em 1901, o argentino Juan Vucetich apresentou o método Datiloscópico no 3º Congresso Científico Latino Americano, em Montevidéu, Uruguai.
O Brasil adotou o método. O decreto nº 4764, de 5 de fevereiro de 1903, introduzia a identificação datiloscópica. Dizia: Considerando-se, para todos os efeitos, a impressão digital como prova mais concludente e positiva da identidade do indivíduo.

Mais tarde, passou a Sistema Papiloscópico,
englobando a datiloscopia, que estuda a polpa digital; a quiroscopia, que estuda a palma das mãos; e a podoscopia, que estuda a planta dos pés.

Outros nomes: Dactiloscopista, Papiloscopista, Perito Papiloscópico e Perito em Identificação Humana.

FUNÇÃO DOS PROFISSIONAIS
Efetuar levantamentos papiloscópicos em locais de crimes;
Elaborar laudos de perícias papiloscópicas referentes a documentos ou fragmentos de impressões digitais colhidos em locais de crimes;
Realizar a identificação Papiloscópica de indivíduos nos casos previstos em lei;
Colher impressões digitais para os requerimentos de documentação da população;
Organizar os arquivos de impressões digitais;
Consultar, incluir e emitir a folha de antecedentes criminais sobre uma pessoa (para instrução de inquéritos policiais, processos judiciais e certidões);
Proceder consultas criminais diversas;
Incluir dados civis e criminais de indivíduos em sistemas informatizados;
Realizar diligências policiais, quando requisitado pela autoridade competente.

Portanto, feliz dias da Papiloscopia!

Fonte: Almanaque Brasil e Wikipédia

Anúncios

Ações

Information

One response

9 10 2010
felipe

boa noite, vcs sabem me dizer onde tem curso particular de papiloscopia em fortaleza obrigado pela atençao…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: