VÍDEO – Vem Louvar em Aracaju

12 04 2009

O Nosso vídeo de hoje é com a música “Vem Louvar” que cantamos em Aracaju pra o Centro de Convenções lotado de jovens que durante o carnaval fora de época, escolheram estar com a gente num noite de louvor e muita graça de Deus.

Por isso clica aí e vem louvar com a Gente!

Anúncios




ÁUDIO – Música da Minha Vida – Dos Leitores do Blog

30 03 2009

Os internautas estão respondendo qual a música que marcou a sua vida e a gente já começou a fazer o apurado e decidimos ir em busca de uma das canções mais citadas.

Saiba qual foi a música católica que marcou a vida deo internautas:

Danúbia Lisboa
Marcílio de Moraes
Lucas

Aproveite e deixe a sua música tbm acessando o link: Música da Minha Vida

Escute clickando no Play

sound

  • ***********************************************************************************************************************************

Assine e receba automaticamente os nossos podcasts em seu leitor de RSS ou leitor de mídia. É gratuito, basta clicar na imagem do leitor que você usa:







Qual é a relação entre Campanha da Fraternidade e a Quaresma?

13 03 2009

A Campanha da Fraternidade é um instrumento para desenvolver o espírito quaresmal de conversão e renovação interior a partir da realização da ação comunitária, que para os católicos, é a verdadeira penitência que Deus quer em preparação da Páscoa. Ela ajuda na tarefa de colocar em prática a caridade e ajuda ao próximo. É um modo criativo de concretizar o exercício pastoral de conjunto, visando a transformação das injustiças sociais.

Desta forma, a Campanha da Fraternidade é maneira que a Igreja no Brasil celebra a quaresma em preparação à Páscoa. Ela dá ao tempo quaresmal uma dimensão histórica, humana, encarnada e principalmente comprometida com as questões específicas de nosso povo, como atividade essencial ligada à Páscoa do Senhor.

Acompanhe todas as terças e sextas-feiras as curiosidades aqui no Blog DDD





Como começou a Campanha da Fraternidade?

10 03 2009

Em 1961, três padres responsáveis pela Cáritas Brasileira idealizaram uma campanha para arrecadar fundos para as atividades assistenciais e promocionais da instituição e torná-la autônoma financeiramente. A atividade foi chamada Campanha da Fraternidade e realizada pela primeira vez na quaresma de 1962, em Natal-RN, com adesão de outras três Dioceses e apoio financeiro dos Bispos norte-americanos. No ano seguinte, 16 Dioceses do Nordeste realizaram a campanha. Não teve êxito financeiro, mas foi o embrião de um projeto anual dos Organismos Nacionais da CNBB e das Igrejas Particulares no Brasil, realizado à luz e na perspectiva das Diretrizes Gerais da Ação Pastoral (Evangelizadora) da Igreja em nosso País.

Este projeto se tornou nacional no dia 26 de dezembro de 1963, com uma resolução do Concílio Vaticano II, a maior e mais importante reunião da igreja católica. O projeto realizou-se pela primeira vez na quaresma de 1964. Ao longo de quatro anos seguidos, por um período extenso em cada um, os Bispos ficaram hospedados na mesma casa, em Roma, participando das sessões do Concílio e de diversos momentos de reunião, estudo, troca de experiências. Nesse contexto, nasceu e cresceu a Campanha da Fraternidade.

Acompanhe todas as terças e sextas-feiras as curiosidades aqui no Blog DDD





O que é a Campanha da Fraternidade?

6 03 2009

O percurso da Quaresma é acompanhado pela realização da Campanha da Fraternidade – a maior campanha da solidariedade do mundo cristão. Cada ano é contemplado um tema urgente e necessário.

A Campanha da Fraternidade é uma atividade ampla de evangelização que ajuda os cristãos e as pessoas de boa vontade a concretizarem, na prática, a transformação da sociedade a partir de um problema específico, que exige a participação de todos na sua solução. Ela tornou-se tão especial por provocar a renovação da vida da igreja e ao mesmo tempo resolver problemas reais.

Seus objetivos permanentes são: despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em particular, os cristãos na busca do bem comum; educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor: exigência central do Evangelho. Renovar a consciência da responsabilidade de todos na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária.

Os temas escolhidos são sempre aspectos da realidade sócio-econômico-política do país, marcada pela injustiça, pela exclusão, por índices sempre mais altos de miséria. Os problemas que a Campanha visa ajudar a resolver, se encontram com a fraternidade ferida, e a fé, tem o compromisso de restabelecê-la. A partir do início dos encontros nacionais sobre a CF, em 1971, a escolha de seus temas vem tendo sempre mais ampla participação dos 16 Regionais da CNBB que recolhem sugestões das Dioceses e estas das paróquias e comunidades.

Acompanhe todas as terças e sextas-feiras as curiosidades aqui no Blog DDD





CF 2009 – Lá vai as letras das músicas da Campanha da Fraternidade

1 03 2009

Olá, gente boa.

depois de muitos pedidos estamos postando aqui os cantos da CF 2009 com as letras completas que conseguimos encontrar, pois não compramos o texto base da CF (risos) estamos lisos (duros ou seja lá como chamam na sua região).

Mas também estamos colocando este arquivo em word com quase todas as canções inclusive as que não estão linkadas abaixo:

Deus abençoe,
Sempre mais DDD
Ambrósio

ARQUIVO COM TODAS CLICK NESTE LINK: Doc em word

01- Hino da CF 2009
02- Canto de conversão
03- Derramarei sobre vós uma água pura
04- Senhor, eis aqui o teu povo
05- João Batista clamou no deserto
06- Fiquei foi contente
07- Senhor, que viestes salvar
08- Piedade, ó Senhor!
09- Verdade e amor são os caminhos do Senhor
10- Que se prenda a minha língua
11- Criai em mim um coração que seja puro
12- Louvor e glória a ti, Senhor
13- Eis o tempo de conversão
14- Recebe, Deus amigo
15- Santo
16- Aclamação ao memorial
17- Doxologia
18- Cordeiro de Deus
19- Agora, o tempo se cumpriu
20- Quando invocar, eu atenderei
21- Então, da nuvem luminosa
22- Destruí este templo, disse Cristo
23- Glorifica o Senhor, Jerusalém
24- Tanto Deus amou o mundo
25- Se o grão de trigo não morrer
26- Hosana ao Filho de Davi





Mensagem do Papa Bento XVI para a CF 2009

25 02 2009

papa e cf2009

Ao iniciar o itinerário espiritual da Quaresma, a caminho da Páscoa da ressurreição do Senhor, desejo uma vez mais aderir à Campanha da Fraternidade que, neste ano de 2009, está destinada a considerar o lema “A paz é fruto da justiça”. É um tempo de conversão e de reconciliação de todos os cristãos, para que as mais nobres aspirações do coração humano possam ser satisfeitas, e prevaleça a verdadeira paz entre os povos e as comunidades.

Meu venerável predecessor, o Papa João Paulo II, no Dia Mundial da Paz de 2002, ao ressaltar precisamente que a verdadeira paz é fruto da justiça, fazia notar que “a justiça humana é sempre frágil e imperfeita” devendo ser “exercida e de certa maneira completada com o perdão que cura as feridas e restabelece em profundidade as relações humanas transtornadas” (n.3).

O Documento final de Aparecida, ao tratar do Reino de Deus e a promoção da dignidade humana, recordava os sinais evidentes da presença do Reino na vivência pessoal e comunitária das Bem-aventuranças, na evangelização dos pobres, no conhecimento e cumprimento da vontade do Pai, no martírio por causa da fé, no acesso de todos os bens da criação, e no perdão mútuo, sincero e fraterno, aceitando e respeitando a riqueza da pluralidade, e a luta para não sucumbir à tentação e não ser escravos do mal (n. 8.1).

A Quaresma nos convida a lutar sem esmorecimento para fazer o bem precisamente por sabermos como é difícil que nós, os homens, nos decidamos seriamente a praticar a justiça – e ainda falta muito para que a convivência se inspire na paz e no amor, e não no ódio ou na indiferença. Não ignoramos também que, embora se consiga atingir uma razoável distribuição dos bens e uma harmoniosa organização da sociedade, jamais desaparecerá a dor da doença, da incompreensão ou da solidão, da morte das pessoas que amamos, da experiência das nossas limitações.

Nosso Senhor abomina as injustiças e condena quem as comete. Mas respeita a liberdade de cada indivíduo e por isso permite que elas existam, pois fazem parte da condição humana, após o pecado original. Contudo, seu coração cheio de amor pelos homens levou-o a carregar, juntamente com a cruz, todos esses tormentos: o nosso sofrimento, a nossa tristeza, a nossa fome e sede de justiça. Vamos pedir-lhe que saibamos testemunhar os sentimentos de paz e de reconciliação que O inspiraram no Sermão da Montanha, para alcançar a eterna Bem-aventurança.

Com estes auspícios, invoco a proteção do Altíssimo, para que sua mão benfazeja se estenda por todo o Brasil, e que a vida nova em Cristo alcance a todos em sua dimensão pessoal, familiar, social e cultural, derramando os dons da paz e da prosperidade, despertando em cada coração sentimentos de fraternidade e de viva cooperação. Com uma especial Bênção Apostólica.

Benedictus PP. XVI