CF 2009 – Lá vai as letras das músicas da Campanha da Fraternidade

1 03 2009

Olá, gente boa.

depois de muitos pedidos estamos postando aqui os cantos da CF 2009 com as letras completas que conseguimos encontrar, pois não compramos o texto base da CF (risos) estamos lisos (duros ou seja lá como chamam na sua região).

Mas também estamos colocando este arquivo em word com quase todas as canções inclusive as que não estão linkadas abaixo:

Deus abençoe,
Sempre mais DDD
Ambrósio

ARQUIVO COM TODAS CLICK NESTE LINK: Doc em word

01- Hino da CF 2009
02- Canto de conversão
03- Derramarei sobre vós uma água pura
04- Senhor, eis aqui o teu povo
05- João Batista clamou no deserto
06- Fiquei foi contente
07- Senhor, que viestes salvar
08- Piedade, ó Senhor!
09- Verdade e amor são os caminhos do Senhor
10- Que se prenda a minha língua
11- Criai em mim um coração que seja puro
12- Louvor e glória a ti, Senhor
13- Eis o tempo de conversão
14- Recebe, Deus amigo
15- Santo
16- Aclamação ao memorial
17- Doxologia
18- Cordeiro de Deus
19- Agora, o tempo se cumpriu
20- Quando invocar, eu atenderei
21- Então, da nuvem luminosa
22- Destruí este templo, disse Cristo
23- Glorifica o Senhor, Jerusalém
24- Tanto Deus amou o mundo
25- Se o grão de trigo não morrer
26- Hosana ao Filho de Davi

Anúncios




Mensagem do Papa Bento XVI para a CF 2009

25 02 2009

papa e cf2009

Ao iniciar o itinerário espiritual da Quaresma, a caminho da Páscoa da ressurreição do Senhor, desejo uma vez mais aderir à Campanha da Fraternidade que, neste ano de 2009, está destinada a considerar o lema “A paz é fruto da justiça”. É um tempo de conversão e de reconciliação de todos os cristãos, para que as mais nobres aspirações do coração humano possam ser satisfeitas, e prevaleça a verdadeira paz entre os povos e as comunidades.

Meu venerável predecessor, o Papa João Paulo II, no Dia Mundial da Paz de 2002, ao ressaltar precisamente que a verdadeira paz é fruto da justiça, fazia notar que “a justiça humana é sempre frágil e imperfeita” devendo ser “exercida e de certa maneira completada com o perdão que cura as feridas e restabelece em profundidade as relações humanas transtornadas” (n.3).

O Documento final de Aparecida, ao tratar do Reino de Deus e a promoção da dignidade humana, recordava os sinais evidentes da presença do Reino na vivência pessoal e comunitária das Bem-aventuranças, na evangelização dos pobres, no conhecimento e cumprimento da vontade do Pai, no martírio por causa da fé, no acesso de todos os bens da criação, e no perdão mútuo, sincero e fraterno, aceitando e respeitando a riqueza da pluralidade, e a luta para não sucumbir à tentação e não ser escravos do mal (n. 8.1).

A Quaresma nos convida a lutar sem esmorecimento para fazer o bem precisamente por sabermos como é difícil que nós, os homens, nos decidamos seriamente a praticar a justiça – e ainda falta muito para que a convivência se inspire na paz e no amor, e não no ódio ou na indiferença. Não ignoramos também que, embora se consiga atingir uma razoável distribuição dos bens e uma harmoniosa organização da sociedade, jamais desaparecerá a dor da doença, da incompreensão ou da solidão, da morte das pessoas que amamos, da experiência das nossas limitações.

Nosso Senhor abomina as injustiças e condena quem as comete. Mas respeita a liberdade de cada indivíduo e por isso permite que elas existam, pois fazem parte da condição humana, após o pecado original. Contudo, seu coração cheio de amor pelos homens levou-o a carregar, juntamente com a cruz, todos esses tormentos: o nosso sofrimento, a nossa tristeza, a nossa fome e sede de justiça. Vamos pedir-lhe que saibamos testemunhar os sentimentos de paz e de reconciliação que O inspiraram no Sermão da Montanha, para alcançar a eterna Bem-aventurança.

Com estes auspícios, invoco a proteção do Altíssimo, para que sua mão benfazeja se estenda por todo o Brasil, e que a vida nova em Cristo alcance a todos em sua dimensão pessoal, familiar, social e cultural, derramando os dons da paz e da prosperidade, despertando em cada coração sentimentos de fraternidade e de viva cooperação. Com uma especial Bênção Apostólica.

Benedictus PP. XVI





Objetivos da Campanha da Fraternidade 2009

25 02 2009

ESTA MATÉRIA FOI TRANSFERIDA PARA O NOVO SITE DDD
CLICANDO NA IMAGEM ABAIXO VOCÊ SERÁ REDIRECIONADO PARA ESTA MATÉRIA!!!
SITE

Acesse:
www.souddd.com.br





Igreja realiza lançamento nacional da CF 2009, em Aparecida

25 02 2009

cf Lançada, oficialmente, hoje, quarta-feira de Cinzas, no Santuário de Aparecida, a Campanha da Fraternidade 2009, que, este ano tem como tema: “Fraternidade e Segurança Pública” e como lema: “A paz é fruto da justiça”.

Trata-se de um evento inédito, pois, até agora, o lançamento da Campanha da Fraternidade havia sido feito em Brasília, na sede da CNBB. Esta vez, foi no Santuário de Aparecida. A Arquidiocese de Brasília fará a abertura oficial no próximo dia 1º de março, às 17h00, na Paróquia São Sebastião, em Planaltina (DF).

O evento reuniu coordenadores de pastorais e movimentos leigos da arquidiocese, bem como dirigentes de entidades e organizações cujas atividades se associam à temática da Campanha. Presidiu a cerimônia o vigário geral Padre João Ignácio Périus.

Para a abertura da Campanha da Fraternidade 2009, o arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis presidiu, esta manhã, a uma Santa Missa, concelebrada pelo secretário-geral da CNBB, Dom Dimas Lara Barbosa. A celebração foi transmitida ao vivo, a partir das 9h00, pela TV Aparecida, pela Rede Vida de Televisão e pela TV Século XXI.

Após a celebração Eucarística, o secretário-geral da CNBB, Dom Dimas, e o arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo, presidiram a uma coletiva de imprensa, durante a qual foi divulgada a mensagem que o papa Bento XVI costuma enviar para a Campanha da Fraternidade.

Solicitado pela Pastoral Carcerária e pela Pastoral da Criança, com o apoio das demais pastorais e movimentos da Igreja, o tema “Segurança Pública” foi aprovado pelo Conselho Permanente da CNBB, há dois anos, e tem como objetivo suscitar o debate sobre Segurança Pública na sociedade, bem como sobre as causas da violência e a cultura do medo. Com a CF/2009, a Igreja convoca a sociedade a promover uma cultura de paz em todos os âmbitos sociais.

Realizada desde os anos 60, a Campanha da Fraternidade é uma atividade ampla de evangelização desenvolvida no período da Quaresma. Os temas, todos os anos, são diferentes e têm o objetivo de despertar o espírito comunitário e cristão no povo, educar para a vida em fraternidade e renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização.

.: Veja fotos da Missa – Por cancaonova.com

Fonte: Rádio Vaticana





Letra e cifra do Hino da Campanha da Fraternidade de 2009

25 02 2009

“Onde pões tua confiança? Segurança, quem te traz? É o amor que tudo alcança; Só a justiça gera a paz!”. Este é o refrão do novo hino da Campanha da Fraternidade (CF) 2009, cujo tema é “Fraternidade e Segurança Pública” e lema “A Paz é fruto da Justiça”.

.: Cifra e letra do hino da Campanha da fraternidade

De acordo com o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, padre José Carlos Sala, a letra do novo hino da CF é profunda e leva as pessoas a refletirem sobre justiça. “A letra do hino tem profunda fundamentação bíblica, é um convite à reflexão e propõe o desafio de trilhar o caminho da justiça para alcançar a verdadeira paz”.

“O hino pode ser executado em momentos adequados da celebração, a critério da equipe de celebração e de quem preside: pode ser em algum momento da homilia, o que facilitará a vinculação da liturgia da palavra com a vida e o tema da Campanha, ou nos ritos finais, no momento do envio”, explica o assessor.

Padre Sala destaca as novidades do lançamento. “O CD está enriquecido com mais dez faixas inéditas: cinco cantos quaresmais e outras cinco das partes fixas da celebração, além dos cantos quaresmais do Ano B, dedicado a São Marcos, que constam no Hinário Litúrgico da CNBB”.

Fonte: CNBB





ÁUDIO – Palavra de Deus – DDD – Se ligue no Evangelho

3 02 2009

A Citação bíblica que Ambrósio e Grampulino trazem pra gente é do evangelho de São Lucas e que tem muito a nos ensinar no dia de hoje

Dê uma conferida

Escute clickando no Play

sound
************************************************************************************************************************************

Assine e receba automaticamente os nossos podcasts em seu leitor de RSS ou leitor de mídia. É gratuito, basta clicar na imagem do leitor que você usa:







Minha música leva a te conhecer Senhor?

24 01 2009

Quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus.” (I Co. 10, 31)

A música de louvor e adoração deve ter em Deus sua razão e sua finalidade. Infelizmente, em não poucas situações, torna-se instrumento exclusivo de promoção e ganho pessoal. Em outras, serve até como vitrine para exposição de talentos, podendo mesmo se tornar mero exercício de auto-satisfação. Obviamente talentos não devem ser enterrados e não há necessariamente nada de errado em fazer promoção de obras musicais, tampouco discordo que sejam extremamente prazerosas quaisquer atividades relacionadas à música. O problema se dá quando o foco não é a exaltação da pessoa e do nome de Deus.

A glória de Deus deve ser o motivo da dedicação aos ensaios, do desejo de aprimorar-se tecnicamente, da busca de excelência na hora da execução, da preocupação com a qualidade do som, do esforço para a gravação de um CD , do empenho à oração e tudo que faça parte do ministério de louvor e da vida do músico. O rio da unção, da graça e do poder de Deus flui por meio deste tipo de louvor inadiável, íntima e decisivamente comprometido com a glória de Deus.

Temos um desafio diante de nós. Sermos músicos agradáveis a Deus. Ele nos concedeu dons para O servimos e a seu povo. Somos um presente dele à sua Igreja. Sejamos dedicados e fiéis no cumprimento do nosso ministério e seremos por Ele recompensados.

Abração do Grampulino – DDD

NOVIDADE:

Tenha acesso aqui as cifras e Partituras da Campanha da Fraternidade 2008